Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Explicando alguns pontos fundamentais



Devido a algumas polêmicas, críticas, equívocos, etc. que surgiram após minha postagem sobre “ Publicidadeda prefeitura de Juiz de Fora”, acho pertinente esclarecer (novamente) alguns pontos relevantes.

1)      Isso não se trata de uma denúncia,  se assim quisesse fazer não utilizaria APENAS este meio, e sim as instâncias competentes como Ministério Público,  justiça eleitoral, ou outro que achasse pertinente;

2)      Não fiz denúncia por não ter comprovação dos fatos, ou seja, arquivos  verdadeiros que pudessem ser usados como provas;

3)       NÃO RECEBI E-MAIL ALGUM, recebi conforme dito uma mensagem privada! A conversa que parece ser cópias de e-mails, de conversa no MSN, os quais solicitei  para ter melhor compreensão do que é conversado, para saber se é algo ilícito, se trata de corrupção, ou se é apenas pessoas utilizando-se de fake ( já denunciado ao próprio Facebook) para implantar boatos;

4)      O que quis destacar foi o nível da campanha eleitoral na rede da web. Se a informação que me passaram for verdadeira, há vazamento de informação: ou pessoas estão invadindo máquinas, ou há pessoas infiltradas se passando por cordeiro. Caso a informação que me passaram seja falsa, seja mentira, percebam a capacidade de criação de um para prejudicar o outro?

5)      Não culpei partido A ou B,  não crucifiquei partido A ou B. apenas coloquei que o perfil me parecia de alguém simpatizando do PT, afinal curtiu um vereador da coligação. Mas pode ser que não, apenas escolheu o vereador e pode ser que vote em outro candidato. Até porque no perfil há um vídeo “contra” a candidata do PT. Assim reforço, não disse ser  coisa de nenhum partido contra o atual prefeito e também candidato. Porém devemos pensar o que levaria uma pessoa que não esteja com vínculos DIRETOS à nenhuma campanha, seja lá de qual for o candidato,   espalhar essa conversa, pois pelo que soube mais pessoas receberam a mesma. E ainda ter esse arquivos, ou inventá-los?

Bem dito isso cabe ainda colocar outras duas situações.

A primeira se refere ao perfil  Rastro Jf, que trata-se de um fake, já devidamente denunciado, que eu imaginei, pelo “curtir” em um vereador, fosse seguir  a dobradinha  de “voto” no candidato majoritário da chapa. Mas observando o desenrolar dos fatos, perfilem  detalhes  não descarto ser um eleitor da Margarida e tenha colocado o vídeo  retirado de um blog apenas para disfarçar, mas também pode ter colocado no intuito contrário a isso, seja o que ele pensa a respeito mesmo de Margarida. Mas  curiosamente, o  perfil não critica e nem fala absolutamente nada sobre Bruno Siqueira., mas também não se ode afirmar absolutamente nada com relação a isso.

Outra curiosidade  é que o perfil é manuseado por uma pessoa que trabalha, ou entenda de  assuntos  de publicidade, áudio visuais, tem muitos amigos ligados a esta área, pessoa que foi citada  na conversa que me passou, que trata de tema relacionado à publicidade, pagamento de empresas e pessoas ligadas  a artes visuais, etc.

O segundo assunto é sobre  a veracidade da postagem. Como todos sabem eu não sou  filiada a NENHUM PARTIDO, tão pouco decidi meu voto. Apenas afirmo que não voto em PT. Não estou trabalhando em nenhuma campanha, não estou sendo paga por nenhum candidato para dizer o que falo. Em novembro faz sete anos que mantenho esse blog,  publiquei já dois livros, não haveria porque mentir ou inventar tal história, não ganharia absolutamente nada com isso, ao contrário, teria sérios prejuízos em inventar uma conversa para printar, em dizer que recebi uma mensagem privada. Logo a justificativa que sou louca, não confiável, inventei, não é verdade é muito pueril.



Nenhum comentário: