Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Falem bem, falem mal, mas falem!



Andam falando por ai que sou doida, ou melhor doida varrida. Como se eu me importasse ser chamada assim, pelo menos sou doida, mas sou limpinha, afinal um local varrido é um local limpo!

Porém o varrida pode significar desprovida de máscaras, ou ainda, sem nada a esconder. Embora no caso em questão eu acredite que o “varrida” tenha uma conotação de desprovida de racionalidade.

Nunca tive problemas em aceitar um transtorno bipolar, jamais escondi que tinha a doença. Pelo contrário, sempre fiz questão de falar a respeito, não buscando justificar meus atos, mas para divulgar que um transtorno mental nem sempre incapacita, invalida uma pessoa.

Há uma percepção esquisita que ronda a crença de algumas pessoas que a doença mental retira da pessoa a capacidade de distinguir o certo do errado, ou as circunstâncias vividas. Algumas doenças até podem fazer isso, por exemplo, esquizofrenia em um grau alto de comprometimento mental, ou psicopatia. Além de tentarem justificar qualquer comportamento culpa da doença. O que não é, muitas vezes trata-se simplesmente de não romantizar palavras e situações.

O que me entristece ao ver uma pessoa chamando outra de doida, de louca, ou qualquer outra caracterização deste estilo é o fato da pequenez mental de quem ataca o outro desta forma. Numa tentativa de humilhar o outro acaba cometendo um crime: bullying.

Há um ditado que diz que “ a melhor forma de encarar o inimigo, é mostrando que você é superior a ele”. Aquele que precisa humilhar, reprimir, o outro com ataques, ou violência (quer seja psicológica ou física), simplesmente demonstra a sua incapacidade de enfrentar adversidades.

A busca incessante de defesas (de se defender) muitas vezes se traduz como uma fuga da realidade, uma tentativa de esconder os próprios erros e defeitos.

Um comentário:

blog da angela vaz7 disse...

E muito das vezes são profissionais que podem está falando é uma pena que temos que lidar todos os dias por pessoas assim.Fique com Deus!